Arábia Saudita emite visto para estrangeiros

Arábia Saudita emite visto para estrangeiros

Pelo menos 49 países vão poder conhecer o reino ultraconservador já que a Arábia Saudita emite visto para estrangeiros desde o final de setembro. A medida vale também para as mulheres, que não vão precisar utilizar as vestes islâmicas, porém, terão que se vestir de “maneira comportada”, avisa o governo.

A novidade veio agora no final de setembro e até então somente peregrinos islâmicos com destino a Meca, viajantes de negócios e diplomatas tinham permissão para entrar no país. Essa decisão chega de surpresa aos olhos do mundo principalmente porque a Arábia Saudita está em meio a uma crise de imagem no ocidente, por conta do extremismo conservador praticado.

Internet das Arábias

Um site foi aberto para a emissão destes vistos. Serão concedidos para 49 países diferentes, entre eles Alemanha, Estados Unidos, Canadá, China e Japão. O Brasil não consta na relação, assim como todas as outras nações da América do Sul. Apesar disso, o site reforça aos habitantes destes outros países que procurem as embaixadas sauditas em seus países que cada caso será estudado.

E se tudo isso já chama a atenção, imagina então a conta aberta no Twitter para divulgar o país como destino turístico.  O portal tem diversas informações, fotos e vídeos das paisagens, e uma seção de “etiqueta” informando que culturalmente não são aceitas demonstrações públicas de e que os visitantes também devem evitar palavras e gestos profanos.

Turismo para incrementar a economia pós-petróleo

Há toda uma expectativa em relação a esta abertura, que tem assinatura do príncipe herdeiro Mohammed bin Salman. Arábia Saudita emite visto para estrangeiros porque  o príncipe está vislumbrando preparar a maior economia árabe para o período pós-petróleo. Chamado de “Visão 2030”, o programa acredita na divisão da economia nacional em outros setores. A previsão é que o turismo passe a constituir 10% do PIB do país e consiga atrair 100 milhões de visitantes por ano.

Importante salientar que visitantes não islâmicos vão continuar proibidos de conhecer as cidades sagradas de Meca e Medina. Também não poderão consumir bebida alcóolica (que é proibido na Arábia Saudita) e será considerado crime entrar no país com qualquer líquido deste tipo.  Não há no site informações sobre se casais sem união civil poderão se hospedar no mesmo quarto ou se as mulheres turistas poderão dirigir no país.

Os roteiros sugeridos na Arábia Saudita

Al Ahsa

Faça uma viagem a Al Ahsa, no leste da Arábia Saudita, e seja transportado para uma paisagem verdejante a um mundo de distância de dunas ondulantes e planícies áridas do deserto. Aninhado entre Riyadh e Dammam, e se estendendo até o Bairro Vazio, Al Ahsa é o lar de um dos maiores oásis naturais do mundo e de uma cidade listada pela Unesco. No local você encontrará fontes naturais cercadas por tamareiras, terras verdejantes, intercaladas por uma série de locais históricos impressionantes.

Museu Nacional

E já que a Arábia Saudita emite visto para estrangeiros, reserve um dia para explorar séculos de pré-história, história, cultura e arte da Arábia no maior e mais divertido museu do reino. Alojado na impressionante arquitetura modernista e jardins exuberantes, o Museu Nacional exibe tudo, desde arte rupestre neolítica, até réplicas dos edifícios da antiga Jeddah, transportando visitantes em um passeio magicamente interativo. Venha durante a semana para uma experiência menos movimentada e explore as oito salas do museu.

Riad, a capital

A capital da Arábia Saudita, Riyadh (Riad em Português), é uma metrópole moderna, completa com arranha-céus imponentes e uma ponte no céu de 99 andares. Mas entrelaçado nesta cidade há um senso profundamente enraizado de tradição e história que está apenas esperando para ser descoberto.

Centro de Cultura Mundial Rei Abdulaziz (Ithra)

Quando o Centro de Cultura Mundial, conhecido como ‘Ithra’ (‘enriquecimento’ em árabe), foi inaugurado em 2017, tornou-se um ícone instantâneo; não apenas por causa de seu design de cair o queixo (que representa uma multidão de rochas contendo óleo suavizadas pelos ventos do deserto, todas envolvidas em um tubo de aço de 350 km de comprimento); mas também sua ambiciosa visão como o primeiro destino cultural da Arábia Saudita.

Al Ahsa Oasis

Um oásis no deserto de palmeiras com sombra e nascentes de águas cristalinas, o Al Ahsa Oasis se destaca como um refúgio deslumbrante contra as planícies duras e indomáveis do Rub Al Khali (Bairro Vazio). Por milênios, a terra fértil da região transformou-a em um centro para comerciantes e caravanas que cruzavam as antigas rotas comerciais da região, forjando ligações por toda a Península Arábica e além e fornecendo um ponto de parada para os primeiros peregrinos a caminho de Meca.

Jeddah Waterfront

Com seus longos trechos de praia e passarelas frescas, a Corniche de Jeddah sempre foi um dos principais atrativos da cidade. Após uma grande reforma em 2017, que adicionou três novas baías de natação, um píer e parques verdes, a área agora é um destino imperdível, combinando perfeitamente com o apelo cosmopolita de Jeddah.

Gastronomia e idioma

A cena culinária da Arábia Saudita é diversa, deliciosa e em expansão. Da deliciosa cozinha gourmet aos perfumados pratos árabes, há algo para todos os gostos e bolsos. O árabe é o idioma oficial da Arábia Saudita e o idioma principal usado em todas as transações públicas. O inglês serve como uma segunda língua informal no reino e é falado por uma grande parte da sociedade. Todos os sinais de trânsito são bilíngues, mostrando informações em árabe e inglês.

Nenhum comentário

Comente!

Top