Blumenau completa 10 anos de avanços nos serviços de esgotamento sanitário

Blumenau completa 10 anos de avanços nos serviços de esgotamento sanitário

Desde abril de 2010, cobertura de esgoto tratado cresceu 10 vezes, além da melhora de 87% da qualidade da água de córregos e ribeirões da cidade

Há 10 anos, Blumenau iniciava um processo para transformar a realidade dos moradores. Foi a primeira cidade brasileira a conceder os serviços de esgotamento sanitário à iniciativa privada após a Lei do Saneamento Básico, um importante marco regulatório que trouxe um conjunto de novos instrumentos de gestão com o objetivo de melhorar o sistema e facilitar a universalização. A BRK Ambiental, que assumiu a responsabilidade por esse trabalho, tem buscado conscientizar os blumenauenses em relação à importância da coleta e do tratamento de esgoto para saúde, meio ambiente e desenvolvimento econômico, elevando a qualidade de vida de toda a região.

Hoje, são cerca de 388 quilômetros de redes em operação para coletar, afastar e tratar 19 milhões de litros de esgoto por dia e os resultados podem ser atestados com a ampliação do índice de cobertura e por meio de dados obtidos no programa de análise de córregos e rios de Blumenau, que aponta uma melhoria de 87% relacionada à qualidade das águas em ribeirões que já possuem, total ou parcialmente, o sistema público de esgotamento sanitário. “Os números comprovam a importância que cada cidade tem para a melhoria do todo. Além de mais blumenauenses com acesso à coleta e ao tratamento, toda a bacia hidrográfica da região percebe o benefício, principalmente o ambiental”, explica o responsável pela BRK Ambiental em Blumenau, Cleber Renato.

Esse crescimento da cobertura do serviço prestado em 10 vezes também foi possibilitado pela melhoria de todo o sistema de esgotamento sanitário, com a implantação de duas modernas estações de tratamento, as ETEs Garcia e Fortaleza. Além de ampliar a capacidade de coleta e tratamento, fazendo com que 21 dos 35 bairros passassem a contar com o serviço, elas têm capacidade de remoção de 96% da matéria orgânica que recebem e assim contribuem para que a água retorne ao Rio Itajaí-Açu com um alto índice de despoluição.

Próximos passos

Após esses primeiros anos de trabalho focado nas regiões Sul e central, a BRK Ambiental inicia o desafio de estender o sistema público de esgotamento sanitário para o Norte. “Para os próximos 10 anos temos o desafio de impactar positivamente uma nova região, atendendo suas particularidades, mas sempre reforçando que o trabalho realizado já trouxe muitos avanços para a cidade”, completa Cleber.

Educação Ambiental

O período de concessão à BRK Ambiental é válido por 45 anos e, depois disso, todos os benefícios construídos ficam para o município. Por isso, além das obras que permitirão a conquista da universalização, a empresa trabalha a conscientização dos moradores através de programas de educação ambiental. O Portas Abertas é hoje o maior deles. Lançado em 2013, já recebeu mais de 14 mil pessoas nas estações de tratamento, principalmente estudantes, que são vistos como importantes propagadores de informações para que cada cidadão entenda seu papel neste processo de evolução do saneamento básico na cidade.

Informações para a imprensa – Oficina das Palavras:
Sabini Roncaglio – jornalismo2@grupoodp.com.br – +55 (47) 3322-0545 / 9 9994-1484

BRK Ambiental

ETE Fortaleza – Rua Adolfo Radunz, 380
ETE Garcia – Rua Lions Clube, 139
SAC: 0800 771 0001 | sac-blumenau@brkambiental.com.br

Nenhum comentário

Comente!

Top