fbpx

Cativa/Oppnus x Sollys/Osasco: o melhor saque contra o melhor bloqueio da Superliga Feminina

Compartilhar em whatsapp
Compartilhar em facebook
Compartilhar em twitter
Compartilhar em linkedin
Compartilhar em email

OSASCO (SP) – O público que ir ao Ginásio José Liberatti esta noite acompanhará um verdadeiro duelo de gigantes. Duas estrelas da mesma geração do voleibol brasileiro estarão frente a frente numa partida que promete ser uma das mais emocionantes da Superliga Feminina. A Cativa/Oppnus, de Tandara, enfrentará fora de casa o Sollys/Osasco, de Natália. As duas atletas, campeãs mundiais infanto-juvenis em 2005 e campeãs mundiais juvenis em 2007, agora se encaram como adversárias. A partida será às 19h30min.

Tanto Natália quanto Tandara são as jogadoras responsáveis pelas bolas de segurança de suas equipes. A eficiência no ataque faz com que elas liderem o ranking de maiores pontuadoras da Superliga. Tandara é a primeira colocada, com 221 pontos – 183 de ataque, 33 de bloqueio e 15 de saque. Natália está na segunda colocação a 15 pontos da líder, com 166 acertos no ataque, 30 no bloqueio e 10 no saque.

O Sollys/Osasco lidera a Superliga, com 25 pontos, em 13 jogos – 12 vitórias e apenas uma derrota. A mesma campanha do Pinheiros/Mackenzie (SP). No entanto, o time de Osasco leva vantagem no primeiro critério de desempate: o set average (divisão dos sets vencidos pelos perdidos). Já a Cativa/Oppnus ocupa a oitava colocação, com 18 pontos, em 13 partidas – cinco triunfos e oito resultados negativos.

O confronto terá outro duelo à parte: o melhor bloqueio contra o melhor saque da Superliga. O Sollys/Osasco é o líder do bloqueio, com 24,39%. Já a Cativa/Oppnus é a líder no saque, com 5,78%. Outros nomes se destacam nas estatísticas. Pelo Sollys/Osasco, a ponteira Jaqueline é a sexta colocada no ataque, com 22,67% de aproveitamento. A meio de rede Adenízia é a quinta no bloqueio, com 27,27%. A ponteira Verônica, da Cativa/Oppnus, é a 10ª colocada no saque, com 6,86% de eficiência. Sollys/Osasco e Cativa/Oppnus já duelaram nesta Superliga. Foi na segunda rodada do turno em Pomerode (SC). O time paulista venceu por 3 sets a 1.

 

Tandara promete muita força no ataque

Em entrevista à Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), Tandara, que é natural de Brasília, disse que chegou à Cativa/Oppnus nesta temporada com um único objetivo. “Troquei de time porque queria atuar mais, jogar bem e ajudar o meu time. E estou conseguindo”, diz a atacante, que, na última Superliga, defendeu o Pinheiros/Mackenzie.

Tandara está feliz com seu desempenho. “Era isso que eu queria. Estou satisfeita por jogar efetivamente e ajudar meu time”, conta a atleta que promete um duelo a parte contra Natália. “Será um jogo de muita força no ataque, tanto do nosso lado quanto do deles”, destaca a atacante de 21 anos e 1,85m.

O bom desempenho da Cativa/Opnnus contra os times favoritos ao título empolga Tandara. “Era isso que queríamos: incomodar. Nosso objetivo é dificultar ao máximo os times considerados favoritos e ganhar dos outros. Queremos chegar aos playoffs numa boa colocação. E vamos em busca disso”, diz a jogadora.

 

 

Cativa Têxtil

Rua Hermann Ehlert, 320, Pomerode (SC)

Fone/Fax: 55 (47) 3387-9999

www.cativa.com.br – institucional e loja online

 

Deixe seu comentário

Cadastre seu e-mail para receber notícias

A Oficina das Palavras utiliza cookies. Eles são usados para aprimorar a sua experiência. Consulte nossa página de política de privacidade para saber mais.