Empresa catarinense recebe certificação internacional em prol da causa animal

Empresa catarinense recebe certificação internacional em prol da causa animal

Grupo FW conquistou o selo “Cruelty Free” PETA, garantia de que os produtos chegam ao consumidor sem testes em animais

A organização norte-americana PETA (People for the Ethical Treatment of Animals), uma das mais antigas e respeitadas entidades do mundo quando se trata de proteção animal, acaba de conceder o selo “Cruelty Free” ao Grupo FW. A certificação já era esperada há algum tempo pela indústria de higiene pessoal catarinense, especializada na fabricação de lenços e toalhas umedecidas, e chegou em um importante momento. “Vivemos tempos difíceis em que os cuidados com o nosso planeta requerem especial atenção. A conquista do “Cruelty Free” PETA representa nosso propósito com os cuidados essenciais que devemos ter”, revela a diretora Administrativa do Grupo FW, Luciana Flor.

Mas o que este selo significa? “Cruelty Free” quer dizer “livre de crueldade”, ou seja, que o produto não é testado em animais. Para conseguir o selo, a empresa precisou se certificar de que todos os fornecedores com os quais trabalha também não testam seus insumos em animais, incluindo distribuidores que precisaram enviar declarações das exigências. Assim, toda a cadeia de fornecedores e distribuidores também assume a responsabilidade de não utilizar animais em testes.

Maltratar animais é crime

Maltratar animais de qualquer espécie é considerado crime ambiental no Brasil e está previsto no artigo 32 da Lei nº 9.605, de 1998, com pena de detenção de três meses a um ano e multa. Além da violência física, são considerados maus-tratos contra os animais: o abandono em via pública; mantê-lo permanentemente acorrentado; não abrigar do sol e da chuva; mantê-lo em local pequeno, não higiênico e/ou sem ventilação adequada; não alimentar diariamente; negar assistência ao ferido; obrigar o animal a trabalho excessivo, entre outros.

Se você tiver conhecimento desses ou de outros tipos de maus-tratos contra os animais, denuncie através do número 190 da Polícia Militar, compareça à Promotoria de Justiça do Meio Ambiente, ou procure o órgão competente do seu município. Juntos podemos combater os maus-tratos e diminuir a crueldade animal.

Informações para a imprensa – Oficina das Palavras:
Liliane Machado – jornalismo1@grupoodp.com.br – (+351) 934 324 752 WhatsApp

Grupo FW

Rua Dr. Pedro Zimmermann, 9900, Itoupava Central, Blumenau (SC)

Tags:
Nenhum comentário

Comente!

Top