Cuidado com sistema de esgoto auxilia no combate à dengue

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Somente nos primeiros dias de 2021, Blumenau já registrou 31 focos do mosquito

No verão, a combinação de altas temperaturas e o aumento do volume de chuvas amplia o risco de proliferação do mosquito Aedes aegypti, responsável pela transmissão de doenças como dengue, chikunguya e zika. Em janeiro de 2020, Blumenau registrou 1.363 focos com larvas do mosquito, número bem superior aos 308 focos encontrados em 2019. Agora, nestes primeiros dias de 2021, o município já conta com 31 focos registrados.

No combate à proliferação do mosquito, a BRK Ambiental, empresa responsável pelo esgotamento sanitário em Blumenau, reforça a importância de adotar medidas que vão contribuir com a prevenção da doença. “O combate ao mosquito Aedes aedypti é uma ação que deve ser realizada constantemente e as boas práticas de saneamento também auxiliam no combate à dengue, entre outras enfermidades. Sem o serviço de coleta e tratamento de esgoto, por exemplo, teríamos um aumento do número de criadouros do mosquito e as chances de surto da doença se tornariam muito maiores”, explica Guilherme Pimentel, gerente de operações da BRK Ambiental em Blumenau.
Confira alguns cuidados necessários com a rede de esgoto e nas residências para combater o mosquito:

1. Utilização de ralos: se os ralos da sua casa não possuem sistema para vedação, instale telas. O Aedes aegypti gosta de lugares escuros e úmidos para se proliferar, por isso, os ralos são lugares ideais. Também deposite, com frequência, uma colher de água sanitária diluída em um litro de água limpa, o que contribuiu para evitar a proliferação do mosquito em ralos que não são muito utilizados. Lembre-se, ainda, de acionar a descarga de vasos sanitários pouco utilizados.

2. Descarte o lixo corretamente: a rede de esgoto não é lugar de lixo. Ao depositar resíduos incorretamente nas pias da cozinha, banheiro e lavanderia, vasos sanitários e chuveiros, você colabora para o entupimento da rede e, consequentemente, acúmulo de água parada. Programe-se também para fazer o descarte do lixo nos cestos em horários próximos à coleta de lixo, isso também evita o acúmulo de água, em caso de dias chuvosos.

3. Verifique a separação da rede pluvial e da rede de esgoto: com as chuvas de verão, é comum que telhas e calhas fiquem carregadas de folhas e outras sujeiras vindas da natureza. Certifique-se de que a água da chuva de seu imóvel está sendo direcionada à rede de drenagem pluvial e separada da rede de esgoto. Isso também evita obstruções e, por consequência, acúmulo de água parada.

4. Preste atenção em detalhes do dia a dia: a semana corrida combinada com uma agenda lotada faz com que detalhes passem despercebidos. Para que o combate contra a proliferação do mosquito Aedes aegypti seja eficaz, algumas tarefas simples e práticas de casa devem ser aplicadas, por exemplo: deixe as garrafas vazias sempre tampadas ou viradas com a boca para baixo; limpe semanalmente ou preencha pratos de vasos de plantas com areia; se tiver animais de estimação, limpe com frequência os potes de água; e casas com piscina precisam ainda mais atenção, realize manutenção periódica da área e não esqueça de cobrir com lona.

No site www.busqueporprevencao.com.br, uma campanha da BRK Ambiental, você encontra mais informações sobre como prevenir a doença em casa e na vizinhança.

Informações para a imprensa – Oficina das Palavras:

Victória Girotto – jornalismo6@grupoodp.com.br – +55 (47) 9 9994-1484

BRK AMBIENTAL

ETE Fortaleza – Rua Adolfo Radunz, 380
ETE Garcia – Rua Lions Clube, 139
SAC: 0800 771 0001 | sac-blumenau@brkambiental.com.br

Deixe seu comentário

Cadastre seu e-mail para receber notícias

A Oficina das Palavras utiliza cookies. Eles são usados para aprimorar a sua experiência. Consulte nossa página de política de privacidade para saber mais.