French Canadá (parte 1)

French Canadá (parte 1)

Quebec é a maior província do Canadá.  Um dos grandes atrativos é a cultura francesa, que está presente em hábitos e na língua! Não vou dar uma de Wikipédia e, por isso, chega de informação que você encontra em todos os sites. Vou colocar aqui as minhas opiniões de uma das melhores viagens que já fiz.
Primeiro, comprei um pacote que e oferecido nas escolas de inglês. É puxado, você viaja de ônibus, dorme uma noite em trânsito e duas em hotel. Mas a experiência é maravilhosa. No ônibus estão estudantes de todo o mundo, no mesmo clima, ou seja, todos predispostos a fazer amizade.
A viagem é gostosa, tudo organizado, e um dos avisos antes de sairmos de Toronto era de que respeito é fundamental, ou seja, a viagem deveria ser silenciosa. E mais, o motorista (Anthony, uma homenzarrão sorridente) cuida da trilha sonora, música para relaxamento. Eu dormi antes de sair de Toronto!
Amanhecemos no primeiro destino. A província de Quebem tem a cidade de Quebec, que é um charme. Se você busca prédios históricos e clima aconchegante, é por lá mesmo! A cidade antiga possui ruelas que escondem uma surpresa em casa esquina. Eu me apaixonei umas 20 vezes pela cidade.
Conhecida como o coração e alma do French Canadá, Quebec me encantou pela hospitalidade. Um pedaço em especial, a Rue du Petit Champlain com lojas e artistas.  O Château Frontenac é o cenário que se destaca em grande parte das fotos. Belíssimo.
À noite, vale a pena uma caminhada nas ruas que além de arborizadas, são tranqüilas e com pubs e restaurantes convidativos. Quando eu, há meses, pensava na minha ida ao French Canadá, imaginava uma única cena: sentar-me em um dos cafés e tranquilamente curtir a oportunidade de estar em Quebec. Depois de bater perna, fiz isso. Fiquei realizada.
Ah, outra coisa bacana. É muito fácil se locomover por lá. Andei a pé e de ônibus. Nada de estresse. Os ônibus são confortáveis e, no meu caso, o hotel era próximo dos principais pontos turísticos.
Agora sobre o idioma. A cidade é bilíngüe, é raro encontrar alguém que não fale inglês. Mas interessante mesmo é aproveitar as diferenças culturais e se esforçar para entrar no clima europeu. Vale até comprar souvenirs lindos em francês. Resumindo, vou voltar! Quebec, Mon amour, je suis enchantée!

Nenhum comentário

Desculpe, os comentário estão temporariamente desativados.

Top