Itália tem os pontos turísticos favoritos dos brasileiros

Itália tem os pontos turísticos favoritos dos brasileiros

Uma pesquisa feita pelo Booking.com a partir de mais de 183 milhões de avaliações feitas por viajantes brasileiros apontou que a Itália tem os pontos turísticos favoritos dos brasileiros. Ela é dona da metade das atrações entre os TOP 10 de pontos turísticos internacionais dos brasileiros.

No topo do ranking  aparece a Fontana di Trevi, monumento localizado em Roma, eternizado em filmes e que traz a tradição de jogar uma moeda e fazer o pedido. Em segundo lugar, está o Central Park, em Nova York, seguido da Basílica de São Pedro, no Vaticano e do próprio Vaticano, em quarto lugar, ambos na Itália. Para completar a classificação italiana, tem a Praça de São Marcos (Veneza) em sexto lugar e o Coliseu (Roma) na sétima posição. Confira a lista dos TOP 10:

 

Os 10 pontos turísticos internacionais favoritos do brasileiro
1 – Fontana di Trevi, Roma (Itália)
2 – Central Park, Nova York (Estados Unidos)
3 – Basílica de São Pedro, Vaticano (Itália)
4 – Vaticano, Vaticano, (Itália)
5 – Praça Central de Cusco, Cusco (Peru)
6 – Praça de São Marcos, Veneza (Itália)
7 – Coliseu, Roma (Itália)
8 – Museu do Louvre, Paris (França)
9 – Rio Douro, Porto (Portugal)
10 – Sagrada Família, Barcelona (Espanha)

Os três primeiros pontos turísticos favoritos dos brasileiros

Fontana Di Trevi

A Fontana Di Trevi é o ponto turístico do mundo mais preferido pelos brasileiros

Notória pelo seu tamanho (é a maior construção de fonte no estilo barroco), a Fontana Di Trevi está localizada no Rione Trevi, em Roma. Tem 26 metros de altura por 20 de largura e está encostada na fachada do Palazzo Poli. A obra de pé até hoje foi um dos principais aquedutos que abasteciam a cidade, lá pelo ano 19 antes de Cristo.

Os séculos se passaram e a Fontana Di Trevi se manteve graças às restaurações pelas quais passou. Em 1998, por exemplo, as esculturas foram limpas e polidas e a fonte recebeu bombas para circulação da água para oxigenação. Em 2017, depois de quase um ano e meio de obras, a Fontana Di Trevi foi novamente entregue. Foi a maior restauração e custou cerca de R$ 8 milhões e 200 mil. Itália tem os pontos turísticos favoritos dos brasileiros e o principal deles é a Fontana Di Trevi.

Curiosidades sobre a Fontana Di Trevi

– O nome Trevi é uma derivação da palavra trívio, cujo significado é o cruzamento de três ruas.

 – Na parte superior da obra há um balaústre com quatro estátuas representando as quatro estações do ano

– O chafariz simboliza o mar e as duas estátuas da lateral colocadas em nichos representam a abundância e a salubridade

– Diz a lenda que quem joga uma moeda de costas para a Fontana Di Trevi retorna a Roma

– A Fontana Di Trevi foi inspirada na Fontana dell’Acqua Paola, que  fica na colina Gianicolo, em Trastevere

– O barroco tardio e o neoclássico foram os estilos utilizados na construção da Fontana Di Trevi

– Pedras de travertino de Tivoli e mármore Carrara foram as principais matérias-primas para a construção da Fontana Di Trevi.

Central Park

Foto aérea que mostra a grandiosidade do Central Park, em Nova York

Quem diria que o Central Park foi totalmente construído dentro da Ilha de Manhattan, em Nova York. Ele inexistia até 1853. Hoje recebe 42 milhões de visitantes todos os anos e já foi cenário para mais de 250 filmes, por isso está tão no imaginário dos brasileiros. O Central Park tem 843 acres de área, maior do que o Principado de Mônaco, na Europa. E os turistas gostam tanto pela diversidade de alternativas de lazer. De passeio de carruagem a pedalada pelas trilhas, passando pelos shows, restaurantes, quadras esportivas, contato com a natureza e até patinação no gelo. Por lá também fica um dos zoológicos de Nova York.

Basílica de São Pedro

Trânsito circulando em frente à Basílica de São Pedro, no Vaticano

A Basílica de São Pedro é o mais importante templo católico do mundo, sendo a maior igreja do cristianismo. Fica no Vaticano e é um dos lugares cristãos mais visitados do planeta. Cobre uma área de 23 mil metros quadrados e capacidade para até 200 mil devotos. É a “casa” do Papa Francisco, local onde ele vive e realiza a liturgia. A construção iniciou em 1506 e terminou somente em 1626. O nome da basílica se deve ao primeiro Papa da história, São Pedro, cujo corpo está enterrado na construção. Diversas obras de arte compõem o lugar, incluindo diversas assinadas por artistas como Bernini e Michelangelo.

Nenhum comentário

Comente!

Top