fbpx

Com a taxa Selic a 13,75%, o momento é excelente para investimentos em renda fixa

Com a taxa Selic a 13,75%, o momento é excelente para investimentos em renda fixa

Com a taxa Selic a 13,75%, o momento é excelente para investimentos em renda fixa

O momento é de boas notícias para os investidores que priorizam a segurança no atual cenário econômico do país. Na última reunião realizada no final de março, o Comitê de Política Monetária (Copom), decidiu manter a taxa Selic em 13,75% ao ano, patamar considerado o mais alto em seis anos, e que permanece em vigor desde o início de agosto de 2022.

          Com a decisão do Copom, esta é a situação perfeita para quem possui recursos guardados ou pretende começar a investir. Ao investir em renda fixa é possível garantir os rendimentos, proteger o patrimônio, ter um caixa de liquidez e diversificar a carteira de investimentos.

Opções como poupança, RDC’s, IPCA+, LCI e aplicação programada, oferecidas pelas cooperativas de crédito, garantem bons rendimentos sem a necessidade de correr grandes riscos. Estas aplicações também possuem garantia do FGCoop, que é o Fundo Garantidor do Cooperativismo de Crédito, uma segurança a mais para o investidor caso aconteça algo com a instituição financeira.

Com a taxa Selic a 13,75%, o momento é excelente para investimentos em renda fixa

Para aqueles que pretendem comprar algo programado, como a troca de carro, reformar a casa, fazer festas de formatura ou casamento, garantir a reserva de segurança ou até mesmo o fluxo de caixa da empresa, a aplicação baseada na taxa Selic é ideal. Audrey Barneche, especialista em investimentos da cooperativa de crédito Credifoz, explica que “todo sonho de consumo, em que a realização não seja imediata, é preciso manter o investimento na renda fixa, garantindo segurança, e investir em um prazo prolongado, para ter ganhos ainda maiores”.

A cultura de investimentos em imóveis sempre foi considerada segura, mas é preciso estar atento aos números, pois quando o investimento é feito para viver do aluguel, a decisão deve ser racional. A maioria dos imóveis são alugados, hoje, por 0,4% ao mês do valor do imóvel, enquanto investimentos em renda fixa rendem em torno de 1% ao mês.

Por exemplo, um imóvel no valor de R$ 500 mil possui um giro de aluguel em torno de R$ 2 mil (menos impostos). Se este mesmo valor for investido em 110% do CDI, renderá em torno de R$ 5,7 mil líquido ao mês. Até pouco tempo, aplicações de renda variável eram mais populares e estavam entre as mais procuradas, devido à baixa da taxa Selic. Porém, com a taxa em alta, os rendimentos em renda fixa se tornam novamente muito mais atrativos e sem riscos. Diversificar com a segurança que temos na alta taxa de juros vale muito à pena.

          Embora as cooperativas de crédito sejam consideradas lugares conservadores em tempos de incertezas, podem oferecer maior garantia para os clientes através da adequação dos tipos de investimentos alinhados com os objetivos, garantindo maior rentabilidade. Outra vantagem é a característica de sociedade que as cooperativas oferecem, com o rendimento garantido da popular poupança devido ao retorno das sobras sobre investimentos, benefício distribuído para todo cooperado de acordo com sua movimentação.
          Com a taxa Selic em alta, ainda é possível utilizar os valores das aplicações como garantia de crédito, podendo ser uma ótima oportunidade para impedir a descapitalização dos investidores, utilizando o próprio rendimento da aplicação para pagar o financiamento. Porém, cada caso precisa ser avaliado individualmente através de simulação.

          Audrey reforça também que a forma como investimos é o que define o futuro financeiro. “Trabalhar com o que gostamos, gastar menos do que se ganha, investir mensalmente, e investir apenas no que se conhece, são as chaves para o enriquecimento. Não podemos deixar que as incertezas e crises do momento nos paralisem de avançar, afinal, no longo prazo o maior vencedor sempre foi a disciplina”, ressalta.

Com a taxa Selic a 13,75%, o momento é excelente para investimentos em renda fixa
Foto: divulgação

Sobre a Credifoz

Com foco na valorização do cooperado, estímulo da qualidade de vida da comunidade e oferta de serviços financeiros diferenciados, a Credifoz mantém uma gestão apoiada nos princípios e nos valores cooperativistas. Formada pela união de empresários do Litoral-Norte catarinense, tem atuação nas cidades de Balneário Camboriú, Balneário Piçarras, Camboriú, Itajaí, Itapema, Navegantes, Penha e Tijucas. A cooperativa integra o Sistema Ailos.

Credifoz

Conteúdo enviado por Oficina das Palavras – Comunicação para Negócios (ODP Comunicação LTDA Me, CNPJ 16.757.842/0001-22). Se deseja não receber mais mensagens como esta, clique aqui e informe “retirar da lista de contatos”.

Deixe seu comentário

Cadastre seu e-mail para receber notícias

A Oficina das Palavras utiliza cookies. Eles são usados para aprimorar a sua experiência. Consulte nossa página de política de privacidade para saber mais.