Quatro destinos peruanos ainda pouco conhecidos no Brasil

Quatro destinos peruanos ainda pouco conhecidos no Brasil

Para aumentar a visibilidade de alguns destinos turísticos do Peru e fazer com que até os próprios peruanos visitem estes locais, uma comissão governamental que responde pela divulgação do turismo, anunciou quatro novas rotas na região de Cusco (este sim um local mundialmente reconhecido).

Batizada de #CuscoLovers (com hashtag para fazer bombar nas redes sociais também), os lugares são a Palccoyo (ou Cordilheira Arco-íris, graças à Montanha das Sete Cores; a Ponte Q’Eswachaka (famosa mais entre os mochileiros) e conhecida como “a última ponte Inca”; o Mirador (mirante) de Cónderes da Comunidade de Chonta e o Tres Cañones (cânions) de Suykutambo. O portal Mochileiros apresentou cada uma das novidades.

 

Palccoyo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Local rodeado de montanhas que impactam por seu magnetismo. Chamada também de ‘Cordilheira Arcoíris”, também segue a linha da já famosa Vinicunca, porém, de melhor acesso. Fica a apenas 120 quilômetros de Cusco.

 

Ponte Q’Eswachaka

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A obra é uma homenagem à sabedoria inca e à engenharia andina, feita de enormes cordas produzidas à base de fibra vegetal (ichu) sobre o Rio Apurímac. Se quiser ver de perto, marque a visita para junho, mês em que ocorre a renovação anual da ponte. Este é um rito ancestral declarado Patrimônio Cultural Material da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). A ponte fica a 180 quilômetros de Cusco.

 

Mirador de Cóndores de Chonta

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Por ali é possível admirar o majestoso voo do condor andino, além de apreciar singulares sítios arqueológicos e paisagens incríveis a apenas 100 quilômetros de Cusco.

 

Trés Cañones de Suykutambo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Estes cânions é um dos destinos do Peru que poucos chegaram a conhecer. Além da impressionante geografia da região, ali você também poderá descobrir monumentos arqueológicos, distante cerca de 245 quilômetros de Cusco.

1 Comentar
  • Alencar
    Enviado em 12:28h, 21 maio Responder

    Interessante. Para visitar os quatro destinos deve-se sempre partir de Cusco ou há algum roteiro que permita fazer um trajeto com dois ou mais por vez?

Comente!

Top