fbpx

Infectologista do Hospital Marieta traz dicas para evitar as viroses comuns no Verão

Compartilhar em whatsapp
Compartilhar em facebook
Compartilhar em twitter
Compartilhar em linkedin
Compartilhar em email
Infectologista do Hospital Marieta traz dicas para evitar as viroses comuns no Verão

Infectologista do Hospital Marieta traz dicas para evitar as viroses comuns no Verão

O período de calor é a época também do aumento dos casos de viroses, uma maneira popular para caracterizar doenças causadas por vírus. O termo é amplo, abrange muitas doenças e ocorrem por diferentes fatores. A médica infectologista do Hospital Marieta, Leticia Ziggiotti de Oliveira, esclarece algumas dúvidas e orienta as pessoas sobre os riscos. Tomando alguns cuidados, é possível não ser afetado. Confira.

Infectologista do Hospital Marieta traz dicas para evitar as viroses comuns no Verão. Por que as viroses são mais comuns no Verão?

Leticia Ziggiotti de Oliveira: Algumas viroses são mais comuns no Verão, em especial aquelas que causam diarreia e vômitos, chamadas “gastroenterites agudas”. Isso acontece por alguns motivos: mais aglomerações de pessoas, contato com água não potável, alimentos mal lavados e ingestão de derivados de leite mal acondicionados (que estragam mais rápido no calor), por exemplo.

Quais são essas viroses? São vários tipos?

Leticia Ziggiotti de Oliveira: Sim. São vários tipos de vírus, em especial enterovírus.

Quais os principais cuidados para evitar a virose?

Leticia Ziggiotti de Oliveira: É importante fazer a higiene frequente das mãos; acondicionar adequadamente alimentos que devem permanecer refrigerados, especialmente laticínios e derivados; consumir alimentos no prazo de validade; higienizar adequadamente frutas e verduras; evitar consumo de alimentos crus e gelo fora de casa e evitar aglomerações.

Infectologista do Hospital Marieta traz dicas para evitar as viroses comuns no Verão. Crianças são mais propensas a pegar virose?

Leticia Ziggiotti de Oliveira: Sim. As crianças têm sistema imunológico mais suscetível e também levam mais a mão à boca.

Como se recuperar da virose, o que fazer?

Leticia Ziggiotti de Oliveira: O mais importante é manter-se hidratado. Estas viroses não têm tratamento específico e, no geral, se resolvem em três ou quatro dias.

Se uma pessoa na casa está com virose, as outras podem pegar? Como evitar?

Leticia Ziggiotti de Oliveira: Sim. A principal medida de prevenção nestes casos é a higiene frequente das mãos.

Conteúdo enviado por Oficina das Palavras – Inteligência em Comunicação e Conteúdo (ODP Comunicação LTDA Me, CNPJ 16.757.842/0001-22). Se deseja não receber mais mensagens como esta, clique aqui e informe “retirar da lista de contatos”.

Deixe seu comentário

Cadastre seu e-mail para receber notícias

A Oficina das Palavras utiliza cookies. Eles são usados para aprimorar a sua experiência. Consulte nossa página de política de privacidade para saber mais.