Testes de túnel de vento evitam surpresas e garantem segurança dos grandes edifícios mesmo diante de um ciclone

Testes de túnel de vento evitam surpresas e garantem segurança dos grandes edifícios mesmo diante de um ciclone

Os fenômenos naturais que passaram recentemente por Santa Catarina trouxeram à tona a importância dos ensaios de túnel de vento e análises de rajadas das grandes edificações que existem ao longo da costa de Balneário Camboriú (SC) e integram a lista de maiores prédios do país. Além da estrutura, testes de fachada também são necessários e garantem a eficácia de vedação, resistência e segurança da parte envidraçada que recobre os arranha-céus.

O engenheiro da Pasqualotto&GT, Davi Rotilli comenta que, apesar de estarem na cidade os maiores prédios do Brasil, foram estes os que praticamente nem sentiram o impacto das rajadas de vento. Balançar é regra! “Independentemente da sua altura, todas as edificações balançam ao serem atingidas pelas forças de vento, embora muitas vezes essa movimentação não seja percebida. A percepção é muito relativa. Depende de cada pessoa, da posição em que ela se encontra em relação à edificação, se ela está sentada, deitada, se tem labirintite, entre outras”, justifica o engenheiro.

Escolher fazer testes em túneis de vento é uma medida importante e reforça a grandiosidade dos empreendimentos, como o YACHTHOUSE by Pininfarina, o maior edifício residencial da América Latina. Com 81 andares e 281 metros de altura, o projeto teve todos os ensaios laboratoriais do túnel de vento realizados na Inglaterra pela B.R.E. e no Canadá pela RWDI. Além disso, foi realizado um estudo de análise de rajadas e dimensionamento do projeto no Panamá, com a coordenação de Oscar Ramires. No país da América Latina, foi analisada a dinâmica das rajadas de curta e de longa duração, com esforços que variam com a intensidade do vento, com a altura da obra, com o local onde o edifício está situado, com a forma do projeto e com a forma e densidade das edificações do entorno, com a topografia, entre outros.

Tudo isso para que o YACHTOUSE by Pininfarina não se tornasse sensível aos ocupantes. Da mesma forma, foram analisadas as acelerações que poderão ocorrer em diversos pontos da estrutura. As normas estabelecem limites para as acelerações de maneira a não causar desconforto para a grande maioria dos usuários, no período de vida do edifício.
“No caso específico do YACHTHOUSE by Pininfarina, todos os procedimentos foram feitos de maneira a garantir a segurança e o conforto dos futuros moradores. E os estudos mostraram a necessidade de enrijecimento da estrutura de forma que os deslocamentos no topo da edificação ficassem dentro dos limites estabelecidos pelas normas nacionais e internacionais. Foram, então, implementados nos pavimentos 30 e 53, dois níveis de outriggers, que consistem em grandes vigas fortemente armadas que aumentam a rigidez da estrutura e controlam os deslocamentos frente aos esforços de vento”, explica o engenheiro. Vale destacar ainda os testes feitos com a fachada que tiveram como resultado uma aprovação da pele de vidro com notas acima das exigidas pelas normas de regulamentação.

Como funciona um ensaio de túnel de vento

• Inicialmente estimam-se cargas de vento baseadas em velocidades de vento de projeto, explicitadas em normas técnicas. Estas velocidades são resultado da análise estatística dos dados colhidos durante várias décadas nas estações meteorológicas espalhadas pelo país.
• Com as forças de vento estimadas, estabelece-se o sistema estrutural e dimensiona-se preliminarmente os elementos estruturais de tal maneira a limitar os deslocamentos no topo do edifício e não haja perigo de tombamento.
• Definida a solução estrutural preliminar, parte-se, então, para ensaios em que são construídos modelos em escala do edifício em estudo e dos edifícios do entorno.
• Então submetem-se esse modelo a um ensaio de túnel de vento onde se aplicam velocidades de vento compatíveis com as velocidades de vento de projeto, definidas nos estudos estatísticos mencionados acima.
• Os dados retirados dos ensaios no túnel de vento fornecem uma previsão mais precisa dos esforços que a estrutura será submetida ao longo do tempo. Com esses esforços, é então feita a verificação dos elementos estruturais que haviam sido pré-dimensionados na primeira fase do projeto e, se necessário, feitos ajustes obtendo-se a segunda versão do modelo estrutural, agora mais preciso.

Sobre a Pasqualotto&GT

A Pasqualotto&GT é a construtora de empreendimentos de luxo, como o YACHTHOUSE by Pininfarina, o maior residencial da América Latina, com 81 andares e 281 metros de altura. Com vocação para edifícios verticais acima de 50 andares, também possui outros empreendimentos em parceria by Pininfarina como o Vitra, reconhecido na América e Europa como ícone da arquitetura internacional.

Imagens em alta resolução para download: https://drive.google.com/drive/folders/1QUdQcPy87LT10QdTtIeOOuqnuMFNZSyd?usp=sharing
Legenda imagem 001: projeto 3D YACHTHOUSE by Pininfarina
Legenda imagem 002: níveis outriggers consistem em grandes vigas fortemente armadas que aumentam a rigidez da estrutura e controlam os deslocamentos frente aos esforços de vento;

Informações para a imprensa – Oficina das Palavras
Martha Kienast – litoral1@grupoodp.com.br +55 (47) 9 9994-1265.
Ricardo Ruas – ricardo.ruas@grupoodp.com.br +55 (47) 9 9995-1846.

Pasqualotto&GT Empreendimentos

Site: www.pasqualottoegt.com.br;
Faceboook: www.facebook.com/pasqualottoegt;
Instagram: www.instagram.com/pasqualottoegt/.

Nenhum comentário

Comente!

Top