Você colocaria a mão no fogo pela sua marca?

Você colocaria a mão no fogo pela sua marca?

por Ana Paula Ruschel Lenac

De zero a dez, o quanto você acredita na marca da sua empresa (pergunta se estende a colaboradores)? De verdade, tem que jurar juradinho. Se houve um gap para pensar, nem que por um piscar de olhos, atenção! Como você vai convencer seu público a se engajar por algo que você mesmo não está 200% seguro? No mundo do Marketing fala-se que estamos na Era do Relacionamento. O que isso quer dizer de maneira bem simples? Os clientes buscam uma razão para o consumo, que por sua vez tem que ser sustentável, e não apenas no sentido ecológico. Tem que ser uma compra que tenha algo a agregar, seja para economia, para o planeta ou em alguma causa para o bem comum. Calma lá, isso não quer dizer que você vai levantar uma bandeira e sair por aí dizendo ser algo que nem de perto se encaixa no seu perfil ou da sua empresa. Lembrando que na era das mídias digitais tem muita gente de olho que não perde tempo para jogar um flagra na rede.

Pois bem, confiança não se pede, se conquista. Confiança de fato tem como premissa cuidado e congruência. Em marcas, o que se espera é um posicionamento de empatia com o mundo. Esse sentimento gera aproximação e quanto mais próximo e conectado estiver o cliente, mais simples e diretas serão as ações de Marketing. Tudo parece muito simples e lindo. E na prática? Invista numa equipe de Marketing qualificada, que entenda onde você e seu time pretendem chegar com a marca. Detalhados passos com processos viáveis, é possível planejar e antecipar cenários, incluindo possíveis crises.

E sabe qual ferramenta tem grande força para dar match com o público? CONTEÚDO. Sim, o nosso grande rei da comunicação. E quando falo em conteúdo me refiro a textos/artigos/posts que façam sentido. Ser bonitinho não basta. Tem que ter informação e estar dentro de métricas de plataformas. Como assim? Não basta escrever, tem que saber as regras para distribuir esse conteúdo. Facebook, Instagram, Google e outras plataformas possuem normas para melhorar a distribuição do que chega na timeline do cliente. Algumas são orgânicas (gratuitas), e outras patrocinadas. Calma, respira, equipes especializadas em Marketing digital vão lhe ajudar nessa tarefa.

Pois bem, a pergunta inicial é um bom começo para pensar como está a relação da sua marca com o cliente. Sua marca é o que comunica? Você acredita no que fala sobre sua marca? Quer cliente fiel? Seja fiel aos propósitos defendidos, propague de maneira transparente quem é você, o que você defende. Bem-vindo ao mundo das relações autênticas e duradouras. Preparado?

Nenhum comentário

Comente!

Top