Companhias aéreas se comprometem a reduzir as taxas de poluição

Companhias aéreas se comprometem a reduzir as taxas de poluição

Diversas companhias aéreas em todo o mundo começaram a repensar o modo como operam em suas viagens ao alterar as formas de descarte do lixo, substituindo materiais plásticos descartáveis e reduzir a emissão de CO2 pelas aeronaves. De acordo com estudos realizados pela “Airline/Airport: Environmental Management Cooperation”, publicado em 2014, cada passageiro da classe econômica produz cerca de 1,4 quilo de lixo durante a viagem. Com isso, a Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA) calculou que aproximadamente 1,3 bilhão de comida são perdidos e 6,1 milhões de toneladas de resíduos foram produzidos por voos comerciais no ano passado.

No Brasil, a LATAM afirma que trata as questões ambientais com iniciativas de conscientização e capacitação dos nossos colaboradores e com a difusão de boas práticas e ações.  Além disso, se compromete em reciclar, a partir de um Sistema de Gestão Ambiental e de Resíduos, 83% do lixo gerado nos voos e renovar a frota, para aumentar a eficiência e reduzir a emissão de CO2 por quilômetro/passageiro transportado. Em julho deste ano, a LATAM lançou o programa “Recicle sua Viagem” nos voos domésticos do Chile, convidando a tripulação a separar embalagens de alumínio, vídeo e plástico que serão recicladas pela empresa. Ela prevê reciclar mais de 20 toneladas até o final deste ano e estender o programa para outras regiões.

Já a GOL trabalha com reaproveitamento e tratamento de água, reciclagem dos materiais utilizados a bordo, tratamento de efluentes químicos e redução da emissão de gás carbônico. A empresa ainda reconhece a importância das ações em prol do meio ambiente e trabalha conjuntamente às administradoras aeroportuárias para direcionar corretamente o descarte de resíduos sólidos conforme determinado pelos aeroportos.

Nenhum comentário

Comente!

Top