Empréstimo pode ser uma boa opção para microempreendedores quitarem o décimo terceiro salário dos funcionários sem ficar no vermelho

Empréstimo pode ser uma boa opção para microempreendedores quitarem o décimo terceiro salário dos funcionários sem ficar no vermelho

BluSol oferece possibilidades de empréstimo e orientação financeira para auxiliar os empregadores

 

A data para que os empregadores quitem o décimo terceiro está quase chegando, mas esse momento acaba deixando alguns empregadores preocupados, principalmente no caso dos microempreendedores. Uma opção é pegar um empréstimo nessa época do ano para pagar o décimo terceiro salário dos colaboradores. Segundo o gerente da Instituição Comunitária de Crédito, BluSol de Blumenau, Gerson Schubert, o ideal seria se planejar durante todo o ano para fazer esse pagamento, mas como às vezes as coisas não saem como planejado, principalmente em um ano em que a economia ainda está se reestabelecendo, é necessário o empréstimo. “Quando chega o momento de decisão, com o compromisso de pagamento aos funcionários, um empréstimo pode equilibrar o fluxo de caixa e dar mais tranquilidade para o empreendedor começar 2019 com as contas em dia e para planejar um ano financeiramente melhor”, esclarece Gerson.

A BluSol atende microempreendedores e empreendedores individuais, auxiliando também no planejamento e educação financeira. Por isso, a instituição fomenta iniciativas para orientar os micro e pequenos empresários a se planejarem para que consigam organizar as finanças e obtenham lucro com seus negócios. Para o gerente da unidade da BluSol de Blumenau, o empreendedor precisa fazer um crédito na medida certa, e isso implica no valor do empréstimo, no valor da parcela e na quantidade das parcelas. “Quando se faz um financiamento para capital de giro, é preciso fazer um parcelamento no menor prazo possível por dois motivos: pagar menos juros e já pensar no próximo ano. Fazer um crédito em que as parcelas durem mais de 12 meses pode trazer problemas no fechamento de 2019, por exemplo”, indica Gerson.

O microempreendedor encontra em instituições comunitárias de crédito, como a BluSol, muitas vantagens que não encontraria em um banco comercial, entre elas, “Mais agilidade na aprovação e liberação de crédito sem ter que abrir ou movimentar uma conta. Além disso, não há cobrança de tarifas que geralmente vem junto com uma operação dessas nos bancos tradicionais. Os juros são mais baixos e junto com a orientação do Agente de Crédito, se estuda um prazo que seja bom para o cliente com um pagamento justo por isso”, completa o gerente da Blusol Blumenau.

Gerson Schubert afirma que nessa época do ano a procura por esse tipo de empréstimo aumenta, já que é um importante compromisso financeiro, e fechar o caixa do ano com a folha em dia é fundamental. Quando se fala em crédito para capital de giro de final de ano, já se pensa também nos compromissos financeiros de janeiro, que historicamente é um mês com menor faturamento e recebimentos fora do prazo, pois algumas empresas entram em férias coletivas. “Por isso destacamos sempre a importância do planejamento e a busca por opções que sejam mais adequadas ao tamanho e orçamento do negócio”, reforça  o gerente da Blusol de Blumenau.

 

Informações para a imprensa – Oficina das Palavras:
Elaíse Cidral – litoral5@grupoodp.com.br – (47) 3346-3254 e 9 9994-1265

 

BluSol
http://www.blusol.org.br/

Tags:
,
Nenhum comentário

Comente!

Top