Especialista aponta três passos para lidar com os desafios das mudanças

Especialista aponta três passos para lidar com os desafios das mudanças

 

Para 34% dos brasileiros, mudança é a palavra escolhida para representar o ano de 2018. A iniciativa para determinar a palavra do ano é uma parceria entre a Cause, empresa apoiadora de marcas e organizações na identificação e gestão de causas, com a Ideia Big Data, empresa de pesquisa e consultoria de dados. Foram três etapas para chegar no resultado. Após 600 palavras diferentes serem selecionadas ao longo do ano, um grupo de especialistas definiu cinco como finalistas. A decisão final foi determinada por uma votação popular com mais de cinco mil repostas registradas. Nesse período de mudanças, não passa despercebido o receio que ainda existe para enfrentar o desconhecido. Pode ser uma mudança na casa, de cidade, de emprego, no visual ou, até mesmo, interna. Não importa se ela é grande ou pequena, mudar traz ansiedade e medo. A forma como encaramos esse processo, na maioria das vezes, transforma em algo pior do que realmente é. Mas, é importante lembrar que não ser tão difícil quanto parece, não quer dizer ser fácil. Para que a mudança seja realizada sem gerar estresse e desconforto, a coach Janaina Manfredini indica três passos:

 

  1. Identificação: geralmente nos apegamos na rotina justamente para evitar as temidas mudanças. E isso não é de todo ruim, já que rotinas aumentam a produtividade. Enquanto ela está trazendo bons resultados e você está feliz com isso, continue nesse caminho. Mas, a partir do momento em que não traz mais resultados positivos e você não vê mais produtividade, talvez esteja na hora de rever velhos hábitos e planejar algumas mudanças. Identifique seus medos e entenda o que você precisa mudar, seja uma mudança interna ou de emprego, perceba o que não está funcionando mais para você.

 

  1. Aceitação: perceber que precisamos mudar o jeito ou o ambiente que nos serviu até então para sobrevivência e segurança pode ser um obstáculo. Mas tudo isso pode ser enfrentado. Comece encarando a si mesmo, avaliando o que lhe faz bem e o que já lhe atrapalha. Assuma humildemente que pode melhorar. E que, sim, você não é perfeito, é um ser humano perfeitamente imperfeito. Mas isso não faz de você menos especial, ao contrário, isso é o que nos torna diferentes e únicos.

 

  1. Evolução: após perceber e aceitar que você precisa mudar, é preciso ter coragem para enfrentar as mudanças da rotina, mas é isso que evolui as pessoas. Omeletes são feitos com ovos quebrados, músculos doem quando crescemos, a evolução muda nossa história, ela não será mais a mesma, mas será melhor. Não vai ser fácil, ninguém disse que seria. Mas pode ser divertido e, com certeza, será realizador. Principalmente quando você olhar para trás e ver onde poderia estar e o quanto seria irrelevante para você e para a sociedade.

 

Informações para a imprensa – Oficina das palavras:
Victória Girotto – jornalismo6@grupoodp.com.br – (47) 3322-0545 / 9 9994-1534

 

Effecta Coaching
Rua Quinze de Novembro, 600 – Centro
Blumenau (SC)

Nenhum comentário

Comente!

Top