Lugar onde Júlio César foi assassinado será aberto ao público

Lugar onde Júlio César foi assassinado será aberto ao público

Roma está preparando mais uma nova atração aos turistas. As ruínas do Largo di Torre Argentina, onde o ditador Júlio César foi assassinado há mais de 2 mil anos, serão reformadas para visitação pública.

Serão instaladas passarelas entre as ruínas, iluminação especial, saídas de emergência e banheiros públicos. As obras devem ser concluídas em 2021 e custarão 985 mil euros.

O local foi descoberto na década de 1920 a partir de obras ordenadas pelo ditador Benito Mussolini e é a primeira vez que as ruínas do Largo di Torre Argentina serão abertas ao público.

Júlio César foi assassinado por senadores e seu filho adotivo Marcus Julius Brutus com 23 facadas em 15 de março de 44 a.C.

 

* Com informações do Catraca Livre

1 Comentar
  • Jorge Henrique
    Enviado em 06:44h, 13 março Responder

    Até tu Brutus?!?

Comente!

Top